URGENTE: Tribunal de Justiça autoriza continuidade da CPI da saúde

O desembargador Ari Jorge Moutinho manteve, nesta terça-feira, dia 23, a CPI  da saúde em sua forma original,  como havia sido constituída, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), aceitando a tese de que sua formação ocorreu com base em regras do regimento interno da Aleam  e, portanto,  uma “questão interna corporis”, não cabendo intervenção do judiciário. Duas decisões anteriores haviam barrado a CPI.

O desembargador considerou, em sua decisão, que não cabe interferência no Poder Judiciário.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *