Roberto Cidade acusa secretário de Saúde de barrar ajuda humanitária

O deputado disse ter recebido denúncias de que o Secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, estaria barrando grupos que se mobilizaram para ajudar com doações de cilindros de oxigênio.

Durante pronunciamento na Sessão Extraordinária desta terça-feira (19), o deputado Roberto Cidade (PV), disse ter recebido denúncias de que o Secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, estaria barrando grupos que se mobilizaram para ajudar com doações de cilindros de oxigênio.

“Eu fiquei muito triste em saber que muitos voluntários que queriam realmente ajudar, sem interesse político ou ganhar crédito com a população. Estavam indo para as ruas, virando madrugada na busca de encher os cilindros de oxigênio e depois o secretário de saúde começou a cercear e bloquear essas pessoas que estavam tentando salvar vidas, relatou o parlamentar.

Cidade disse ainda que alguns desses voluntários chegaram a receber ligações do secretário de saúde, para que parassem com as ações. “isso é um absurdo, pois se essas pessoas não tivessem ajudado com alimentos, EPIs, tenho certeza de que o número de mortes não seriam duzentos não, seriam duzentos e cinquenta, trezentas pessoas perdendo a vida”, disse.

Outro pronto abordado pelo parlamentar foi a imagem com que o mundo voltou seus olhos para Manaus, de forma, extremamente negativa. “Antes era super difícil a gente vê Manaus na mídia nacional, agora, no entanto, chegamos à mídia internacional, mas infelizmente de forma extremamente negativa”, pontuou.

Roberto cidade cobrou organização do Governo Estadual e suporte necessário do Governo Federal. “Precisamos unir forças. Quem conhece realmente os 62 municípios do estado do Amazonas, sabe da dificuldade, se aconteceu isso aqui em Manaus, imagina nos municípios como Ipixuna, Lábrea e todos os municípios do interior. É momento de salvar vidas”, finalizou.

Foto: Evandro Seixas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *